Leonardo Wilhelm DiCaprio é ator, produtor e filantropo. Nascido no dia 11 de novembro de 1974 em Los Angeles é filho de George e de Irmelin. Demonstra grande preocupação com o ambiente. DiCaprio é conhecido internacionalmente com o seu papel de Jack Dawson em "Titanic" no ano de 1997, sua frase mais famosa deste filme foi "Eu sou o Rei do Mundo". Finalmente em 2016, o ator venceu seu primeiro Oscar pelo filme "The Revenant" onde viveu Hugh Glass. Leonardo foi nomeado a Mensageiro da Paz pela ONU em 2014 e ainda criou a sua própria fundação de defesa do meio ambiente, a Leonardo DiCaprio Foundation, em 1998.

Leonardo DiCaprio marcou presença no Toronto International Film Festival (TIFF) no dia 09 de Setembro.
No evento, Leonardo apresentou seu mais novo documentário “Before The Flood” ou “Antes do Dilúvio”. Este, recebeu críticas positivas enfatizando que, o documentário tem grandes chances de ser candidato ao Oscar como Melhor Documentário.

DiCaprio disse que o filme se destina a “dar à comunidade científica uma voz”. O filme foi dirigido por Fisher Stevens. O documentário narra a campanha de Leonardo DiCaprio para elevar a consciência global sobre os perigos da mudança climática em seu papel como um Embaixador da Paz das Nações Unidas. Ao longo do caminho, Leo reúne-se com cientistas, especialistas e o presidente dos EUA, Barack Obama para aprender mais sobre o assunto no documentário, que foi dirigido pelo diretor Fisher Stevens.

O ator premiado com o Oscar diz: “Estamos realmente num ponto de viragem na história.” Ele diz que esta questão “depende da educação do público e da evolução de nossa espécie para combater o que é a maior crise que já enfrentamos”. Stevens diz que o lançamento do filme é intencionalmente programado para a eleição presidencial dos EUA,  “Donald Trump seria a pior coisa que poderia acontecer no planeta, se ele for eleito presidente”, acrescentando que “”Pelo menos é o que ele diz”

Saiba tudo sobre o documentário aqui em nosso site, especificamente aqui.

Fotos do evento e sobre o documentário em nossa galeria.

LDBR~1.jpg

Leonardo gravando “Before The Flood”

 

LEONARDODICAPRIOBRASIL_28729.jpg

Leonardo no TIFF

 

LDBR_28529~3.jpg

Leonardo chegando no TIFF

“Before The Flood” irá ao ar 31 de outubro no National Geographic.

Fonte

“Honrado em compartilhar #beforetheflood no TIFF hoje à medida que continuamos a trabalhar juntos para agir em #alteraçõesclimáticas. Assista um clipe do documentário aqui e veja ele no National Geographic Channel em outubro.” Leonardo DiCaprio via Facebook.

Fazendo sua estreia internacional esta semana no Festival de Cinema de Toronto, o documentário Before the Flood é sobre o mundo em crise, na sequência de Leonardo DiCaprio, ele viaja ao redor do globo para narrar os perigos da mudança climática.

No clipe exclusivo, DiCaprio é mostrado assistindo – e ouvindo – para narwhals (uma espécie de baleia com chifres de unicórnio longos), juntamente com o Dr. Enric Sala, em uma plataforma de gelo perto do Pólo Norte. “Esse clipe é parte de 2015, quando Leo e eu passamos o quarto de julho na ilha de Baffin, no Ártico canadense,” Stevens diz EW.

O documentário narra a campanha de Leonardo DiCaprio para elevar a consciência global sobre os perigos da mudança climática em seu papel como um Embaixador da Paz das Nações Unidas. Before the Flood é uma chamada a ação empolgante de longa data do defensor ambiental Leonardo DiCaprio, o filme segue-o enquanto ele viaja para vários países, testemunhando a mudança climática em uma escala que ninguém deve negar. DiCaprio encontra-se com cientistas, políticos e ativistas para encarar os fatos: as catástrofes naturais são cada vez mais frequentes, a vida selvagem está desaparecendo, as comunidades estão sendo destruídas. Uma vez que nos traz ao longo da sua viagem fascinante, Before the Flood nos lembra da beleza e diversidade do nosso mundo. Também nos estimulam a fazer o que for preciso para salvar o planeta – e de nós mesmos.

Créditos do documentário:

Diretor: Fisher Stevens
Companhia de produção: Appian Way, Insurgent Docs, RatPac Documentary Films
Produtor executivo: Martin Scorsese, Adam Bardach, Mark Monroe, Zara Duffy
Produtor: Leonardo DiCaprio, Fisher Stevens, Brett Ratner, James Packer, Jennifer Davisson, Trevor Davidoski
Roteiro: Mark Monroe
Cinematográfico: Antonio Rossi
Editor: Geoff Richman, Ben Sozanski, Brett Banks, Abhay Sofsky
Publicidade primária: Cinetic Marketing
Agente de Vendas US: Cinetic Media
Distribuidor US: National Geographic
LDBR.PNG

Poster do Documentário “Before The Flood” Veja a imagem em tamanho original em nossa galeria.

 

LDBR~0.jpg

Foto das gravações do documentário “Before The Flood” Veja a imagem em tamanho original em nossa galeria.

 

Before the Flood estará nos cinemas em Nova York e Los Angeles a partir 21 de outubro, e no ar em todo o mundo (em 171 países e 45 idiomas) no National Geographic Channel começando em 30 de outubro.
Fonte: Tiff e Ew.

De acordo com informações da Agence France-Presse, Leslie Caldwell, procurador adjunto que trabalha no caso, quer que os direitos e bens arrecadados pelo filme sejam apreendidos por causa da lavagem de dinheiro no financiamento do longa-metragem.

A Red Granite Pictures, produtora até então desconhecida, bancou a produção do longa-metragem, orçado em US$ 100 milhões. Investigadores acreditam que esse dinheiro tenha vindo da Malásia, desviado de um fundo estatal oficialmente destinado a estimular o crescimento econômico do país asiático, o 1Malaysia Development Berhad (1MDB). Em tese, os projetos financiados pelo 1MDB tem de ter seus lucros revertidos em políticas públicas na Malásia.

“Nem o 1MBD, nem os malaios, viram um centavo do lucro do filme, ou os outros ativos adquiridos com fundos do 1MDB”, afirmou Caldwell. “Em vez disso, esse dinheiro serviu para parentes e associados dos funcionários corruptos do 1MDB e outros”, contou o procurador.

Na denúncia entregue contra a Red Granite Pictures, o Departamento de Justiça visa apreender ao menos US$ 1 bilhão em bens da produtora. Além disso, o órgão afirma que a Red Granite Pictures usou mais de US$ 3,5 bilhões de dinheiro público malaio para fazer o filme e bancar o estilo de vida opulente e luxuoso de Riza Aziz, um dos produtores do filme, que gastou boa parte dessa fortuna em dívidas milionárias com cassinos de Las Vegas, joias e no aluguel de jatinhos privativos.

A denúncia diz que parte desse dinheiro foi gasto em passeio marcado pela ostentação em julho de 2012, que teve “um ator principal de O Lobo de Wall Street”, em uma alusão clara a DiCaprio.

O 1MDB foi fundado por Najib Razak, atual premiê malaio sobre quem pesam denúncias de corrupção. A Red Granite Pictures tem Riza Aziz, enteado de Razak, como cofundador e presidente.

A Red Granite nega todas as denúncias.

FBI interrogou o ator, cuja fundação apoia a candidatura de Hillary Clinton e recebeu dinheiro de gestores com atividades duvidosas.

Não está acusado para já, mas há suspeitas de corrupção e lavagem de dinheiro em redor do ator norte-americano Leonardo DiCaprio e da sua fundação, dedicada a apoios em defesa do ambiente, mas que também tem ajudado a candidatura de Hillary Clinton à presidência.

Segundo o diário “La Republica”, a instituição terá recebido verbas avultadas de gestores com atividades duvidosas e que estão sob investigação. Além disso, a Fundação Bruno Manser, empenhada na proteção da floresta pluvial da Malásia, solicitou ao vencedor do Oscar de melhor ator na última edição dos galardões de Hollywood que tornasse públicos os montantes recebidos do fundo 1Malaysia Development Berhad, propriedade do governo malaio e um dos exemplos sob investigação há muito tempo. “Se pretende assumir-se como modelo e embaixador das Nações Unidas, então tem de ser exemplar no modo como se comporta e desempenha estes papéis”, defende em comunicado a Fundação Bruno Manser.

Explica a publicação italiana que o fundo foi criado pelo primeiro-ministro Najib Razak e pelo ministro das Finanças da Malásia, mas terá sido usado para lavagem de dinheiro e melhoria das contas particulares do próprio Razak.

As investigações mostraram que o primeiro-ministro malaio e o empresário Jho Low organizaram viagens a Las Vegas, gastaram milhares em bebidas e jogo, compraram mobiliário de luxo, jatos privados e obras de arte. O processo de investigação encontrou indícios de que a dupla será próxima de DiCaprio, tendo mesmo investido na produção do filme “O Lobo de Wall Street”.

O Departamento de Justiça está investigando o paradeiro que foi “desviado” do fundo soberano da Malásia entre 2009 e 2015, em que foi apelidado maior caso de desvio de fundos do mundo.

DiCaprio e seus representantes não responderam às acusações.

Fontes: Econômico , DailyMail e AdoroCinema

Obs: Toda essa notícia foi retirada dos sites acima, nós do Leonardo DiCaprio Brasil não colocamos nenhuma informação que seja nossa. Acreditamos que Leonardo é uma pessoa ótima e sabe o que fazer, devemos esperar e ficar atentos a todas as novidades sobre essa notícia.

Seu filme 2015 “The Revenant” foi nomeado para 12 Oscars e levou para casa Melhor Ator, Melhor Diretor e Melhor Fotografia no Oscar no início deste ano.

E parece que Leonardo DiCaprio e Alejandro González Iñárritu pode estar planejando para juntar forças novamente.

s dois amigos tentaram ser discretos durante seu encontro para jantar no restaurante Nobu, de Malibu, na segunda-feira (29) à noite.

E em seu discurso de aceitação do prêmio de Melhor Diretor no Globo de Ouro, Alejandro elogiou Leonardo como um “herói”.

O ator de 41 anos e o cineasta mexicana se reuniram com um grupo maior de pessoas durante a refeição.

Segundo a revista CinePremiere, Iñárritu reuniu sua equipe para falar de seu novo projeto cinematográfico, com DiCaprio, claro, no elenco.

Veja as fotos do reencontro em nossa galeria.

LDBR_28329.jpg

CANDIDS > 2016 > 2016-08-29: Jantar com Alejandro Iñárritu em Malibu, Califórnia.

Créditos: DailyMail e OFuxico

Fãs de “Os Infiltrados” podem comemorar…

A Warner Bros TV e Amazon vão desenvolver uma série de TV inspirada no longa de Martin Scorsese, ‘Os Infiltrados’

O piloto está sendo escrito por Jason Richman e trará o jovem policial que se infiltra em uma gangue latina sediada em Chicago, e por conseguinte, um membro do grupo que se infiltra no departamento de polícia da cidade.

O filme foi estrelado por Leonardo DiCaprio, Matt Damon, Jack Nicholson e Mark Wahlberg e ganhou quatro Oscars, incluindo Melhor Longa, Melhor Direção, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Montagem.

Tudo indica que será um elenco diferente, que Leonardo e os outros não irão participa. A série ainda não tem data de lançamento.

Fonte

 

 

Categoria: Filmes, Galeria, Notícias

Adicionamos  screencaps de “O Lobo de Wall Street” (2013) em nossa galeria.

LDBR0034.jpg  LDBR

Adicionamos fotos da premiere de “O Grande Gatsby” (2013) em nossa galeria.

LDBR_281429.jpg LDBR_282329.jpg

 

Não deixe de conferir demais fotos em nossa galeria: www.leonardodicapriobr.com/galeria

Veja também mais fotos sobre o filme “O Grande Gatsby” “O Lobo de Wall Street”

 

A atriz, Margot Robbie, contou a Vanity Fair que mesmo com confiança e o primeiro trabalho em Hollywood, ela não estava preparada para filmar uma cena de sexo ao lado do lendário Leonardo DiCaprio, em “O lobo de Wall Street”

Na audição, Margot saiu do roteiro para bater fortemente no rosto de DiCaprio, terminando com final feliz, conseguindo o papel no filme.

“Eu não tinha feito uma cena de sexo adequada antes. Eu tinha feito cenas onde ele está levando para o sexo ou quando o sexo acaba de terminar, mas eu não tinha feito uma cena de sexo início ao fim, como eu fiz no  lobo, essa foi a minha primeira.”

“Toneladas de pessoas estão assistindo você”, a atriz admitiu. Independentemente de sua apreensão interior, não havia como voltar atrás. “Não é uma opção. É como, Isto é o que você precisa fazer – continuar com ele. Quanto mais cedo você fizer isso, mais cedo você pode parar de fazer isso.”

Leonardo DiCaprio quase entrou para o elenco da série Baywatch, conhecida no Brasil como SOS Malibu, aos 15 anos, quando ainda não era um astro de Hollywood e começava a carreira na TV.

Em uma reportagem do Hollywood Reporter sobre os segredos do clássico seriado, que chegou ao fim há 15 anos, o produtor Douglas Schwartz revelou que DiCaprio fez testes para o papel de Hobie Buchannon, filho de Mitch Buchannon (David Hasselhoff), mas Hasselhoff acabou vetando a escalação do agora vencedor do Oscar.

“David achou que DiCaprio era muito velho para interpretar seu filho, e que ele o faria parecer mais velho. Ele tinha muitas preocupações com isso”.

Após o veto a Leonardo DiCaprio, Baywatch escolheu Jeremy Jackson, que na época tinha 9 anos, para viver o personagem.

No momento, Baywatch está ganhando uma versão cinematográfica, com elenco liderado por Dwayne Johnson e Zac Efron. David Hasselhoff e Pamela Anderson vão retornar para participações especiais.

O filme de Baywatch chegará aos cinemas em 19 de maio de 2017. SOS Malibu foi originalmente exibida entre 1989 e 1999 e teve 11 temporadas produzidas.

Fonte

Alguns dias atrás, havíamos publicado sobre o produtor David Franzoni planejar escalar Leonardo DiCaprio para  interpretar o poeta persa Rumi em cinebiografia. Em entrevista ao The Guardian, Franzoni revelou que está trabalhando em uma cinebiografia do poeta Rumi e que a ideia dele e do produtor Stephen Joel Brown é ter Leonardo DiCaprio no papel principal e Robert Downey Jr. como Shams de Tabriz, seu mestre e conselheiro.

Porém, os fãs não estão felizes com a noticia, sendo que Franzoni disse que pretende fugir do estereótipo do muçulmano no cinema ocidental, por isso a decisão de fazer um filme sobre o estudioso do século XIII com grandes estrelas de Hollywood.

A justificativa não convenceu e a hashtag‪ #‎RumiWasntWhite‬ (‪#‎RumiNãoEraBranco‬) virou destaque esses dias.
A insatisfação é tanta que há uma petição para os produtores escalarem um ator do Oriente Médio. Segundo a petição,  “escalar Leonardo DiCaprio para interpretar Rumi é reescrever a história, apossar-se dos feitos muçulmanos e dar crédito a um homem branco”, e para terminar, “Quando um filme retrata um muçulmano de modo positivo, eles são colocados em segundo plano para dar lugar a um ator branco. O elenco do filme sobre Rumi ainda não foi finalizado e podemos mudar isso”.

“Ele não foi convidado, mas ele não vai participar da continuidade do projeto,” disse fontes próximas a Leonardo.

Notícias via AdoroCinema , Yahoo Vida e Estilo e JustJared

123